Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Institucional/OEI

Cátedra de Estudos Ibero-americanos promove o conhecimento de uma região unida pelas línguas portuguesa e espanhola

Cátedra de Estudos Ibero-americanos promove o conhecimento de uma região unida pelas línguas portuguesa e espanhola

24 de março de 2022

Portugal

Educação

A Organização de Estados Ibero-Americanos (OEI) e a Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) lançaram na passada segunda-feira a Cátedra de Estudos Ibero-Americanos.

Esta Cátedra tem como objetivo desenvolver e promover áreas de conhecimento que vão das relações internacionais, à economia, à história, às línguas e literaturas. Pretende-se a dinamização de atividades de investigação, formação avançada e a criação de redes.

Esta iniciativa enquadra-se num dos objetivos estratégicos do Escritório da OEI em Portugal, que consiste na divulgação e promoção do conhecimento sobre a Ibero-América na sociedade portuguesa, fomentando por esse meio a cooperação inter-regional.

A sessão, que decorreu na Universidade Autónoma de Lisboa, contou com a presença de cerca de 70 pessoas, de que se destacam vários Embaixadores e representantes das Embaixadas da região, entidades públicas e da sociedade civil, assim como investigadores desta área de conhecimento.

A Cátedra, que ficara integrada no Observatório de Relações Exteriores da UAL, OBSERVARE, dirigido por Luís Tomé, prevê a criação de um sistema de informação/divulgação mais eficaz do “acervo ibero-americano” de pesquisa já desenvolvida, contribuindo também para a promoção das duas línguas.

Na sessão de apresentação, Ana Paula Laborinho, Diretora da OEI em Portugal, salientou que se trata de um projeto que conta com as representações diplomáticas ibero-americanas, destacando ainda a centralidade da UAL na produção científica sobre o espaço ibero-americano que agora se pretende dinamizar através esta iniciativa.

José Amado da Silva, Reitor da Universidade Autónoma de Lisboa, que presidiu à sessão, destacou que esta Cátedra pretende contribuir para ajudar a solucionar questões relativas ao mundo global, evidenciando o papel das línguas portuguesa e espanhola: “não devemos ser apenas submetidos e corrompidos pela língua inglesa”.

A coordenadora da Cátedra, Nancy Gomes, apresentou o enquadramento e os objetivos da Cátedra e sublinhou que vem colmatar uma lacuna na oferta de informação, divulgação, investigação e formação que, atualmente, existe em Portugal e é inovadora pela interdisciplinaridade e pelos conteúdos que pretende criar.

Rodapé
A OEI utiliza cookies próprios e de terceiros para fins funcionais e analíticos.

Clique no botão Aceitar para confirmar que você leu nossa Política de cookies e aceita todas as cookies. Para gerenciar as cookies, clique em Configurar. Para desativar todas as cookies, clique em Recusar.