Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Assinaturas/Acordos

CAF e OEI trabalham na promoção e articulação de ecossistemas de inovação na América Latina

CAF e OEI trabalham na promoção e articulação de ecossistemas de inovação na América Latina

18 de fevereiro de 2021

Secretaria-Geral

OEI e CAF -Banco de Desenvolvimento da América Latina- assinaram um acordo de cooperação técnica para fornecer apoio através de formação especializada, desenvolver experiências de aprendizagem e gerar um inventário de projetos de inovação associados a pequenas e médias empresas (PMEs) na região. O objetivo final é aumentar a produtividade e a competitividade na América Latina.

O CAF -Banco de Desenvolvimento da América Latina-, e a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) assinaram, na quinta-feira, um acordo de cooperação técnica com o objetivo de apoiar o Projeto de Promoção e Articulação de Ecossistemas de Inovação na América Latina, cujo objetivo é conceber e transmitir experiências de aprendizagem para a consolidação estratégica de ecossistemas de inovação em pelo menos seis países da região.

Na assinatura do acordo, o Presidente Executivo do CAF, Luis Carranza Ugarte, salientou: "A integração regional é um dos pilares da missão do CAF, pelo que temos o prazer de trabalhar lado a lado com a OEI na promoção e articulação de ecossistemas de inovação para melhorar a produtividade e a competitividade, em especial, das PMEs da região".

Por seu lado, o Secretário-Geral da OEI, Mariano Jabonero, afirmou que "a OEI tem uma preocupação histórica com a formação profissional dos jovens, a que se junta a criação do Instituto de Educação e Produtividade com a missão de assumir um dos maiores desafios da nossa região: aumentar a produtividade através da melhoria da formação dos recursos humanos". Da mesma forma, assegurou que "o acordo com o CAF centra-se, precisamente, neste aspeto, uma vez que a inovação requer também competências, e a formação nestas competências significa para nós trabalhar a partir da educação para melhorar a competitividade das nossas economias".

Através de cursos virtuais, será promovida formação aos principais agentes em cada um dos ambientes dos ecossistemas de inovação, administrações públicas responsáveis pela Ciência, Tecnologia e Inovação, empresas, associações empresariais e entidades que geram e transferem conhecimento para criar inovação (centros tecnológicos e universidades), com materiais multimédia que respondam às competências comuns entre eles. Os cursos serão ministrados através da plataforma CANVAS do CAF. Entre os objetivos, destaca-se, também, a construção de um inventário de projetos de inovação associados às PMEs da região, que será desenvolvido durante a participação no programa de formação.

 

Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações