Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

A OEI e AECID lançam um prêmio para reconhecer a inovação educacional na Ibero-América

A OEI e AECID lançam um prêmio para reconhecer a inovação educacional na Ibero-América

20 de setembro de 2021

Secretaria-Geral

Educação

A primeira edição do Prêmio Ibero-Americano de Inovação Educacional atribuirá 3.000€ ao melhor projeto ou estudo inovador que trabalhe uma das seguintes temáticas: competências digitais na primeira infância e inclusão.

A OEI e a Agência Espanhola de Cooperação Internacional (AECID) lançaram nesta segunda-feira, 20 de setembro, a primeira edição do Prêmio Ibero-Americano de Inovação Educacional. O prêmio visa reconhecer o trabalho de centros educacionais, organizações civis ou grupos de pesquisa na região que tenham trabalhado em iniciativas que promovem a inovação na sala de aula, especialmente a utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na primeira infância, bem como projetos e pesquisas relacionados com a inclusão educacional de populações vulneráveis.

A convocatória estará aberta até 19 de janeiro de 2022 e poderão participar iniciativas ou estudos que tenham sido lançados durante o ano de 2020 ou que estejam em vias de ser implementados ainda este ano. Os projetos vencedores em cada categoria serão premiados com 3.000€.

Poderão concorrer iniciativas provenientes de Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana e Uruguai.

Os interessados podem submeter as suas propostas através deste formulário on-line.

 

Duas categorias

Esta primeira edição do prêmio abrange duas categorias. A primeira, centrada na inovação em competências digitais, reconhecerá projetos ou pesquisas que, entre outros aspectos, incorporem ferramentas digitais no trabalho com a primeira infância na sala de aula, bem como a utilização criativa, crítica e segura da tecnologia, ou relacionados com a formação de professores em competências ligadas às tecnologias nesta etapa inicial de educação.

Por outro lado, a segunda categoria sobre inovação focada na inclusão premiará projetos ou pesquisas relacionados com a promoção da diversidade e o trabalho com grupos vulneráveis à exclusão, ou que considerem as barreiras à participação e comunicação dos estudantes com deficiência ou de outras línguas. Serão também elegíveis iniciativas que apliquem conhecimentos teóricos e práticos - apoiadas ou não pelas TIC - sobre questões de paz e cidadania global, com ênfase na justiça social, democracia, igualdade de gênero, imigração, valorização da identidade e diversidade cultural.

O júri, composto por experts das entidades organizadoras, acadêmicos e especialistas na matéria, escolherá a melhor iniciativa apresentada em cada uma das categorias em março do próximo ano, que por sua vez participará no evento de encerramento desta primeira edição do prêmio, organizado pela OEI num formato virtual, em abril de 2022.

Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações