Aqui começa o menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Aqui começa o conteúdo

Quem somos

Somos a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), o maior organismo de cooperação multilateral entre países ibero-americanos de língua espanhola e portuguesa, com cerca de 500 especialistas e colaboradores espalhados fisicamente por 19 países da Ibero-América. 

Concebemos a educação, a ciência a cultura como ferramentas para o desenvolvimento humano e geradorade oportunidades para construir um futuro melhor para todos. 

Trabalhamos diretamente com os governos dos nossos 23 países-membros, respondendo às suas prioridades e fortalecendo as políticas públicas através de programas e projetos elaborados e implementados por profissionais altamente qualificados e comprometidos com a criação de valor para toda a sociedade.  

Os Estados membros da OEI são: Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guiné Equatorial, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Espanha, Uruguai e Venezuela.  

Os países observadores da OEI são: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Luxemburgo, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. 

As organizações observadoras da OEI são a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o Sistema da Integração Centro-Americana (SICA) e a Fundação EU-LAC.

A nossa secretaria geral está sediada em Madri (Espanha) e temos escritórios nacionais na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai. 

 

 

Somos financiados através das quotas obrigatórias e contribuições voluntárias dos Governos dos Estados Membros e, para determinados projetos, por meio de contribuições de instituições, fundações e outras organizações interessadas em melhorar a qualidade da educação e o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural da Ibero-América.   

Os principais órgãos da OEI são:   

- Assembleia Geral: é a autoridade máxima da organização e é composta por representantes oficiais ou delegações do mais alto nível dos Estados Membros. É o órgão legislativo que estabelece as políticas gerais da OEI, estuda, avalia e aprova o programa-orçamento geral a cada dois anos e fixa as taxas anuais. Também elege o Secretário-Geral a cada quatro anos. 

- Conselho Diretivo: é o órgão delegado da Assembleia Geral para o controle a governança e da administração da OEI. É composta pelos Ministros da Educação dos Estados Membros ou pelos seus representantes e é presidida pelo Ministro da Educação do país onde será realizada a próxima reunião da Assembleia Geral. A sua principal missão é considerar e aprovar o relatório de atividades, o Programa-Orçamento bienal e o demonstrativo financeiro da Organização. 

- Secretaria Geral: é o órgão delegado permanente da Assembleia Geral para a direção executiva da OEI e a representa nas relações com governos, organizações internacionais e outras instituições. Ela é responsável pela direção técnica e administrativa da OEI, assim como pela execução de programas e projetos.

 

História da OEI

  1. I Congresso Ibero-americano de Educação 

    I Congresso Ibero-americano de Educação 

    26 de outubro

    Madri, Espanha

    A OEI nasceu como o Escritório Ibero-Americano de Educação com a intenção de criar um instrumento de cooperação multilateral na região.



  2. Primeiros Estatutos da OEI

    Primeiros Estatutos da OEI

    Mais tarde, foram aprovados os primeiros Estatutos da organização, especificando o seu caráter internacional.



  3. II Congresso Ibero-americano de Educação 

    II Congresso Ibero-americano de Educação 

    Quito, Equador

    E três anos mais tarde foi constituído como um organismo intergovernamental.   



  4. III Congresso Ibero-americano de Educação 

    III Congresso Ibero-americano de Educação 

    São Domingos, República Dominicana

    Em 1957, foram aprovados os novos Estatutos que reconheciam osCongressos Ibero-americanos de Educação como a autoridade máxima do organismo. 



  5. 61ª reunião do Conselho Diretivo, A sigla OEI é mantida.

    61ª reunião do Conselho Diretivo, A sigla OEI é mantida.

    Cidade do Panamá, Panamá

    Foram aprovados os estatutos atuais que mudaram o nosso nome de escritório para organismo, expandiram os nossos objetivos e reconheceram o espanhol e o português como línguas oficiais.  

    Além disso, as Conferências Ibero-Americanas de Ministros da Educação, da Ciência e Tecnologia e da Cultura nasceram como órgãos consultivos. 



  6. Entre 1993 e 2002 - Entrada dos últimos países-membros

    Entre 1993 e 2002 - Entrada dos últimos países-membros

    Os últimos Estados a entrarem na OEI foram México e Portugal. 



  7. XVI Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo

    XVI Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo

    Montevidéu, Uruguai

    Como fruto do nosso trabalho para construir uma consciência cultural e ibero-americana que respeite a diversidade, em 2006 foi aprovada a Carta Cultural Ibero-Americana, o primeiro instrumento de coesão em matéria cultural na região.



  8. XX Cúpula de Chefes de Estado e de Governo 

    XX Cúpula de Chefes de Estado e de Governo 

    Mar del Plata, Argentina

    Desde 2010, os nossos esforços têm se concentrado no desenvolvimento das "Metas Educacionais 2021", que apresentam onze objetivos educacionais essenciais na Ibero-América. 



  9. 77º Conselho Diretivo da OEI

    77º Conselho Diretivo da OEI

    La Antigua Guatemala, Guatemala

    É estabelecido um trabalho alinhado com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente com o número 4: Educação, do qual somos representantes da América Latina e do Caribe no Comitê Diretivo da UNESCO. 



  10. Comemoração dos 70 anos da OEI 

    Comemoração dos 70 anos da OEI 

    Festejamos os nossos 70 anos com atos comemorativos em toda a Ibero-América. 



    XX Conferência Ibero-americana de Ministras e Ministros de Cultura 

    XX Conferência Ibero-americana de Ministras e Ministros de Cultura 

    Bogotá, Colômbia  

    Continuamos consolidando o nosso trabalho como a primeira organização intergovernamental de cooperação na Ibero-América. 



  11. Apoio institucional em resposta à COVID-19 

    Apoio institucional em resposta à COVID-19 

    Abrimos espaços virtuais de monitoramento e apoio com recursos digitais para mitigar os efeitos negativos da crise da COVID-19 na Ibero-América.  



Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações