Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola debate formas de valorização dos dois idiomas

Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola debate formas de valorização dos dois idiomas

15 de fevereiro de 2022

Secretaria-Geral | Brasil

Línguas

Começa nesta quarta-feira (16), em Brasília (DF), a 2ª CILPE, que reunirá representantes dos Ministérios de Relações Exteriores de países como Brasil, Portugal e Espanha, entre outras autoridades, acadêmicos e especialistas de países Ibero-americanos, que falam português ou espanhol.

Começa nesta quarta-feira (14), em Brasília, a 2ª Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola (CILPE), que debaterá a situação dos dois idiomas no mundo atual, bem como novas formas de fortalecer a disseminação das línguas nas áreas de Cultura, Ciência e Inovação.

Realizada pela Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), a Conferência reunirá autoridades governamentais e acadêmicos e especialistas de línguas portuguesa e espanhola.

Estimativas apontam que 850 milhões de pessoas no mundo falam português e/ou espanhol. De acordo com dados demográficos da Organização das Nações Unidas, juntos os dois idiomas devem somar mais de 1,2 bilhões de falantes ainda neste século.

Apesar de serem línguas globais e estarem entre as mais faladas do planeta, a OEI detectou um aumento nas publicações em inglês por parte de pesquisadores que têm como língua materna o português ou o espanhol. O encontro debaterá os principais entraves e as melhores saídas para vencê-los, fortalecendo a difusão dos dois idiomas. Na abertura do evento, será lançado o livro ‘Ibero-América: Uma Comunidade, Duas Línguas Pluricêntricas’, que é fruto da primeira Conferência realizada pela OEI, em 2019, em Lisboa, Portugal.

O maior evento destas línguas irmãs

A 2ª CILPE é realizada pela OEI em parceria com o MRE brasileiro, país anfitrião. O encontro também conta com o apoio da Comissão Organizadora a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), da Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB), do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP), o Camões, do Instituto da Cooperação e da Língua. I.P e do o Instituto Cervantes.

A CILPE 2022 tem como tema "Línguas, Cultura, Ciência e Inovação" e será desenvolvida em três eixos principais de trabalho. O primeiro deles – Por Uma Ciência Pluringue – coordenado por Gilvan Muller Oliveira (UFSC, Brasil), abordará as línguas utilizadas como fonte de produção científica nos sistemas de ensino superior, e como o português e o espanhol se situam nesse panorama, bem como que tipos de planejamento são recomendados para a produção científica em benefício dos povos falantes de português e espanhol.

O segundo eixo de trabalho – Línguas, Tecnologia e Inovação – coordenado por António Branco, da Universidade de Lisboa – vai tratar da questão dos avanços tecnológicos e sobre como as línguas portuguesa e espanhola enfrentam a atual revolução científica e tecnológica.

Com a coordenação do consultor Andrés Gribnicow, da Argentina, o terceiro eixo – Cultura, Diversidade e Inovação – vai discutir como a relação da cultura com o desenvolvimento, buscando identificar os novos hábitos de criação, produção e participação cultural de países Ibero-americanos.

Em formato híbrido, a 2ª CILPE terá participações remotas transmitidas de diversas regiões da Ibero-américa e que poderão ser acompanhadas pelo público em tempo real nas plataformas digitais. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste endereço.

Rodapé
A OEI utiliza cookies próprios e de terceiros para fins funcionais e analíticos.

Clique no botão Aceitar para confirmar que você leu nossa Política de cookies e aceita todas as cookies. Para gerenciar as cookies, clique em Configurar. Para desativar todas as cookies, clique em Recusar.