Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

O XI Congresso Ibero-americano de Indicadores de Ciência e Tecnologia analisou os 25 anos da RICYT e os desafios futuros face à evolução tecnológica

19 de novembro de 2021

Portugal

  • Mariano Jabonero, secretário-geral da OEI, considerou a RICYT como a “coluna vertebral da colaboração ibero-americana” e pediu “uma cooperação em que o foco seja a ciência e a informação partilhada”.

  • O filósofo Javier Echeverría defendeu que se criem alertas para os utilizadores, com indicadores de gastos energéticos e pegada ecológica, e Fred Gault, da Universidade das Nações Unidas, expressou preocupação com a “introdução de algoritmos na medição de indicadores”.

  • Especialistas de diversos países reuniram-se durante três dias para fazerem o balanço dos 25 anos da RICYT – Rede de Indicadores de Ciência e Tecnologia.
Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies.