Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Semana de Ação Mundial pela Educação 2018

Semana de Ação Mundial pela Educação 2018

19 de abril de 2018

Secretaria-Geral

Educação

Desde 2001, a Campanha Mundial pela Educação (CME), a coalizão de ONGs, escolas e diversos movimentos da sociedade civil, que se esforçam para garantir o acesso a uma educação de qualidade para todos, dedica uma semana para unir os esforços com …

Desde 2001, a Campanha Mundial pela Educação (CME), a coalizão de ONGs, escolas e diversos movimentos da sociedade civil, que se esforçam para garantir o acesso a uma educação de qualidade para todos, dedica uma semana para unir os esforços com vista a assegurar este direito. A Semana de Ação Mundial pela Educação (SAME) representa a mobilização em mais de 124 países onde a CME exerce atividade para chamar a atenção da comunidade educativa, da mídia, dos representantes políticos e, em geral, da sociedade, de quão importante e necessário é tornar o direito à educação no mundo uma realidade efetiva. A cada ano, destaca-se um tema específico e realizam-se esforços para apoiar as mudanças nessa área.

A SAME é a união de milhões de pessoas pela mesma causa: a educação.

Nesta Semana de Ação Mundial pela Educação, a OEI quer reforçar seu compromisso com uma educação inclusiva e de qualidade. Nossas ações são orientadas para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e especialmente o ODS 4, focado no direito à “uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade” que promova oportunidades de aprendizagem ao longo de toda a vida para todos.

Nesse compromisso, as Metas Educativas 2021 servem como agenda prioritária para promover uma Ibero-América mais justa, com desenvolvimento econômico, social e cultural, que permita não apenas recuperar o atraso educacional da região, mas também enfrentar os desafios do século XXI. Com esse desafio, a busca por pontos de convergência com a Agenda de Educação 2030, que surgiu em 2015 e que gira em torno do ODS 4, é a referência para o futuro, a fim de dar continuidade e ampliar as prioridades e estratégias estabelecidas nas Metas. A erradicação de todas as formas de exclusão e desigualdades no acesso, a melhoria dos resultados da aprendizagem e um professor motivado e bem preparado decorrem de ambos os programas, nos quais se estabelece que nenhuma meta educacional é considerada alcançada a não ser que tenha sido difundida para todos.

Em razão da Semana de Ação Mundial pela Educação, a OEI quer reforçar seu compromisso com uma educação inclusiva e de qualidade.

A desigualdade no acesso à educação de qualidade, com bons resultados de aprendizagem, é um dos principais problemas para alcançar as metas estabelecidas para 2030. Várias recomendações estão sendo propostas para solucionar as urgências, tais como o fortalecimento de políticas públicas para reduzir as desigualdades e a melhoria da informação e dos dados estatísticos de análises sobre crianças, jovens e adultos excluídos das oportunidades educacionais.

Durante esta semana, sob o lema “Educação, o caminho para a paz, deixe sua marca!”, é pertinente destacar iniciativas que envolvam educação, direitos humanos e paz. Iniciativas que busquem ativamente, por meio da educação, pôr fim à violência e à intolerância, tanto nos ambientes educacionais como na sociedade em geral, e como instrumento essencial para a solução pacífica de conflitos e a promoção de uma cultura de paz.

Em especial, a OEI deseja destacar o projeto: Transformação do ambiente escolar para o desenvolvimento integral e a promoção da paz. Este é um projeto de dimensão regional que começou como piloto em 2016, em El Salvador e, ao longo de 2017, foi ampliado a um total de 14 países. Destina-se a toda a comunidade escolar, com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento integral das pessoas para uma convivência harmoniosa entre as famílias e os membros da comunidade, com base na promoção, na defesa e no respeito pelos Direitos Humanos. As escolas são promovidas como espaços inclusivos e seguros na consolidação da democracia e na conquista da paz. A iniciativa está tendo um impacto muito positivo em todas as escolas onde é praticada, localizadas em áreas de alta vulnerabilidade e com altos níveis de violência e problemas de convivência familiar, escolar e cidadã. Vale ressaltar que este projeto beneficia diretamente 17.705 pessoas e indiretamente outras 68.175.

 

Rodapé
A OEI utiliza cookies próprios e de terceiros para fins funcionais e analíticos.

Clique no botão Aceitar para confirmar que você leu nossa Política de cookies e aceita todas as cookies. Para gerenciar as cookies, clique em Configurar. Para desativar todas as cookies, clique em Recusar.