Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Institucional/OEI

OEI apresenta o seu Plano de Atividades para 2022 às Embaixadas ibero-americanas e Parceiros Estratégicos

OEI apresenta o seu Plano de Atividades para 2022 às Embaixadas ibero-americanas e Parceiros Estratégicos

04 de março de 2022

Portugal

A Organização de Estados Ibero-Americanos (OEI) reuniu com as Embaixadas ibero-americanas para apresentar as linhas estratégicas e atividades previstas para 2022. Estiveram também presentes parceiros estratégicos da OEI, entre os quais a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e o Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas (IPDAL). Também o Ministério dos Negócios Estrangeiros se fez representar através do seu diretor de serviços das Américas.

Durante a apresentação, a Diretora da OEI em Portugal, Ana Paula Laborinho, destacou as prioridades da atuação da organização, bem como as atividades mais relevantes que serão desenvolvidas em Portugal nas áreas da Educação, Direitos Humanos, Ensino Superior, Ciência, Cultura e Línguas.

Na área da Educação, foram referidas as iniciativas no âmbito do Programa Regional de Transformação Digital na Educação, como também foram destacadas as ações previstas no domínio da Inclusão e da promoção de lideranças colaborativas, através de uma formação envolvendo diretores de escolas da região.

No domínio da Educação em Direitos Humanos e da Educação para a Cidadania – áreas prioritárias de intervenção, prosseguirá a linha de trabalho com as Academias de Líderes Ubuntu (ALU), focando-se na promoção de experiências-piloto de Escolas Ubuntu, em países da América Latina, tendo por modelo a parceria das ALU com o Ministério da Educação, no quadro do Plano de Recuperação das Aprendizagens. Está também prevista a disponibilização de recursos educativos originais e inovadores, que promovem um melhor conhecimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável na sua relação com os Direitos Humanos.

No Ensino Superior, a OEI continuará a apoiar a internacionalização e a mobilidade académica, tanto presencial como virtual, quer na região ibero-americana quer no espaço na CPLP, contribuindo para a cooperação sul-sul. De referir ainda os esforços para promover o espaço ibero-americano do conhecimento e a melhoria da produtividade e da competitividade.

Na área da Ciência, prosseguirão as iniciativas para alargar as redes colaborativas de investigação, bem como ações para melhorar a comunicação científica e a democratização da ciência, mais uma vez ligando o espaço ibero-americano e a CPLP.

No domínio da Cultura, a OEI continuará a apoiar iniciativas no âmbito da Educação, Arte e Cultura, nomeadamente através do apoio a residências artísticas e formação de jovens, em parceria com o Plano Nacional das Artes. Destaque também para as iniciativas que mostram a diversidade cultural ibero-americana, como a EXIB – Festival de Música Ibero-americana e o Concurso Ibero-americano de Clarinete.

Como área transversal, foram apresentadas várias ações em curso na área das línguas tendo como principais objetivos a cooperação entre o português e o espanhol, bem como a valorização das línguas originárias. Entre as iniciativas, foram destacados os projetos Escolas Bilingues e Interculturais de Fronteira, o Atelier Poético, um programa de residências artísticas com o apoio da CPLP, e a Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola.

No encontro, alguns parceiros apresentaram iniciativas em curso com o apoio da OEI, como a Cátedra de Estudos Ibero-americanos, a ser lançada pela Universidade Autónoma de Lisboa no âmbito da sua área de Relações Internacionais.

Rodapé
A OEI utiliza cookies próprios e de terceiros para fins funcionais e analíticos.

Clique no botão Aceitar para confirmar que você leu nossa Política de cookies e aceita todas as cookies. Para gerenciar as cookies, clique em Configurar. Para desativar todas as cookies, clique em Recusar.