Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Educação e Direitos Humanos

Programas e Concursos

Prêmio Ibero-Americano de Educação em Direitos Humanos OEI-Fundação SM "Óscar Arnulfo Romero"

PARTICIPE

Bases e informações sobre a convocatória

O IV Prêmio Ibero-Americano de Educação em Direitos Humanos visa reconhecer o trabalho das instituições com as seguintes linhas de atuação:

EDUCAÇÃO

Programas em prol do direito à educação, dos Direitos da Criança e da convivência na escola.

PAZ

Programas em prol da paz.

LIBERDADE

Programas em prol da liberdade de pensamento, de consciência, de religião, de opinião e de expressão.

BEM-ESTAR

Programas em prol do bem-estar social e cultural.

ERRADICAR A DISCRIMINAÇÃO

Programas para erradicar a discriminação a outros grupos culturais, minoritários, ou portadores de deficiência.

SENSIBILIZAÇÃO

Programas de sensibilização e conhecimento dos Direitos Humanos.

SAÚDE E COVID-19

Iniciativas relacionadas com o direito à saúde e com as maneiras de enfrentar ou aliviar a situação provocada pela pandemia COVID-19 (segurança nas escolas, mitigação, prevenção e autocuidado).

CIDADANIA GLOBAL

Programas que fomentam a construção de competências orientadas à construção da "cidadania global" nos centros educacionais e na sociedade civil.

As inscrições estarão abertas em 22 países:  Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA PARTICIPANTES

PRIMEIRA ETAPA

CONVOCATÓRIA NACIONAL

Dirigida a instituições que têm trabalhado ativamente na defesa e promoção dos Direitos Humanos através da educação, em duas categorias diferentes:

  • Categoria A: instituições escolares (educação formal, entre 3 e 18 anos)
  • Categoria B: organizações da sociedade civil vinculadas ao trabalho de educação não-formal (ONGs, associações, fundações etc.).

Cada instituição poderá se inscrever em apenas uma categoria e com um único projeto. Não poderão se candidatar novamente aquelas instituições escolares e organizações vencedoras nacionais das duas últimas edições.

PRÊMIO

Todos os vencedores nacionais receberão um certificado ou menção honrosa, passando diretamente à final ibero-americana, e irão ao IV Seminário Internacional de Educação em Direitos Humanos, evento no qual serão anunciados os vencedores ibero-americanos.

O júri que decidirá os projetos vencedores nacionais será composto por representantes das instituições organizadoras e poderá contar com a opinião dos Ministérios da Educação de cada país.

SEGUNDA ETAPA

Convocatória ibero-americana

Cada uma das experiências vencedoras por categoria em nível nacional participará do IV Seminário Internacional de Educação em Direitos Humanos, que será realizado em uma cidade e data ainda a ser determinada, onde serão decididos os quatro vencedores ibero-americanos (dois por categoria). Devido ao contexto da pandemia mundial da COVID-19, o evento será celebrado assim que as circunstâncias permitirem.

PRÊMIO

O Prêmio ibero-americano consistirá em um cheque no valor de (5) cinco mil dólares para cada ganhador por categoria. No total, serão premiadas quatro experiências entre todos os vencedores nacionais.

  • Categoria A: dois vencedores, com 5 mil dólares para cada um.
  • Categoria B: dois vencedores, com 5 mil dólares para cada um.

Qualquer um dos quatro vencedores poderá ser convidado no futuro para diferentes eventos e para apresentar o que fizeram e como investiram o dinheiro do prêmio em seus projetos.

COMO PARTICIPAR

Para que inscrição seja elegívelos candidatos devem completar os seguintes passos em sua totalidade:  

1.- Preencher o formulário de participação neste link. 

2.-Enviar para o e-mail criado para cada país os seguintes materiais: 

a) Resumo com as informações do centro escolar ou instituição, dados de contato e descrição do projeto. (Anexo I) 

b) Material audiovisual (vídeo) descrevendo o projeto e a opinião dos participantes. O vídeo terá uma duração máxima de 5 minutos, podendo ser enviado como arquivo ou através de um link de download ou acesso (Drive, Dropbox, outras plataformas, Youtube etc.). 

c) Material gráfico representativo do projeto (3 fotografias de alta qualidade, 1MB). 

O e-mail enviado deve ter como assunto: Nome do país e da categoria em que deseja concorrer (A ou B) - nome da instituição participante.

Andorra

premioderechoshumanos.and@oei.int

Argentina

premioderechoshumanos.arg@oei.int

Bolívia

premioderechoshumanos.bol@oei.int

Brasil

premiodireitoshumanos.bra@oei.int

Chile

premioderechoshumanos.chl@oei.int

Colômbia

premioderechoshumanos.col@oei.int

Costa Rica

premioderechoshumanos.cri@oei.int

Cuba

premioderechoshumanos.cu@oei.int

Equador

premioderechoshumanos.ecu@oei.int

El Salvador

premioderechoshumanos.slv@oei.int

Espanha

premioderechoshumanos.sg@oei.int

Guatemala

premioderechoshumanos.gtm@oei.int

Honduras

premioderechoshumanos.hnd@oei.int

México

premioderechoshumanos.mex@oei.int

Nicarágua

premioderechoshumanos.nic@oei.int

Panamá

premioderechoshumanos.pan@oei.int

Paraguai

premioderechoshumanos.pry@oei.int

Peru

premioderechoshumanos.per@oei.int

Portugal

premiodireitoshumanos.prt@oei.int

Puerto Rico

premioderechoshumanos.pri@oei.int

R.Dominicana

premioderechoshumanos.dom@oei.int

Uruguai

premioderechoshumanos.ury@oei.int

PRAZOS DE ENTREGA

Convocatória nacional

Do dia 16 de março de 2021 até 31 de julho de 2021.

Uma vez encerrada a convocatória, o júri selecionará as experiências vencedoras para cada uma das categorias, até 30 de setembro de 2021.

Os vencedores nacionais serão publicados entre os dias 1 e 15 de outubro de 2021.

Entre outubro e novembro, será realizada uma cerimônia de entrega dos prêmios nacionais (virtual ou presencial, dependendo das circunstâncias de segurança sanitária).

Convocatória internacional

A divulgação das experiências ibero-americanas vencedoras será feita em uma cerimônia durante o "IV Seminário Internacional sobre Educação em Direitos Humanos", cuja data e local exatos ainda não foram definidos. Devido ao atual contexto de pandemia mundial provocada pelo COVID-19, este evento será realizado assim que as circunstâncias permitirem.

DECISÃO DOS VENCEDORES

A decisão do júri será tomada por maioria simples de votos, sempre por voto secreto, mas de acordo com critérios de relevância, impacto, relevância, originalidade e sustentabilidade.

A decisão do júri será comunicada diretamente aos vencedores.  O júri, cuja decisão será irrevogável, poderá declarar o concurso nulo, se considerar que nenhum dos trabalhos apresentados atende aos requisitos estabelecidos.

 


Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações