Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Línguas

Programas

Ciência plurilingue: desafios e oportunidades das línguas na ciência

O Projeto

O projeto "Ciência plurilingue" procura fortalecer a presença das línguas portuguesa e espanhola na produção e disseminação da ciência e tecnologia, a fim de criar uma rede piloto de colaboração neste campo.

As linguas espanhola e portuguêsa gozam de reconhecimento no cenário mundial. Apesar disso, a preponderância e domínio da língua inglesa na produção e disseminação científica internacional fez dela a "língua franca" da pesquisa e da ciência, relegando as outras línguas a lugares muito residuais, como evidenciado pelo renomado Índice de Citação Científica Expandida (SCI).

O objetivo do projeto "Ciência plurilingue" da OEI é refletir sobre esta questão e promover ações que possam facilitar uma conexão mais estreita entre as comunidades científicas espanhola e portuguesa, a fim de promover a produção e a disseminação do conhecimento científico em ambas as línguas a nível global.

 

 

A iniciativa procura contribuir para uma melhor compreensão da forma como ocorre o acesso e a participação de cientistas ibero-americanos na esfera académica internacional e, para isso, analisar até que ponto a presença de autores ibero-americanos em publicações e periódicos internacionais reproduz um sistema de desigualdade académica no qual as línguas desempenham um papel determinante.

Os números contam

Estudos nesta área indicaram que, em 2010, 72% das publicações nas Ciências Humanas, 94% nas Ciências Sociais e mais de 96% das publicações em Ciências Naturais experimentais apareceram em inglês em revistas internacionais indexadas na Web of Science (García Delgado et al., 2013).

Embora investigadores de língua espanhola e portuguesa publiquem atualmente em periódicos de prestígio internacional, o reconhecimento medido por citações é extremamente baixo.

Este cenário reflete-se nos dados fornecidos pelo SCI-SSCI, que atualmente indexa mais de 8.800 periódicos especializados em mais de 150 disciplinas científicas. Cerca de 97% dos seus mais de sete milhões de artigos publicados entre 2009 e 2015 são escritos em inglês, enquanto, para o mesmo período, o percentual de publicações em espanhol foi de 0,42% e em português de 0,30%.

Neste contexto, a OEI lançou este projeto para contribuir para a promoção da produção, intercâmbio e divulgação científica em espanhol e português, promovendo o seu reconhecimento, valorização e impacto, assim como a sua convergência no campo científico a nível internacional.

A iniciativa é articulada em torno de duas linhas de ação:

    • Línguas na Ciência: Análise dos desafios e oportunidades do espanhol e do português na ciência.

    • Tradução Científica: Convocatória para artigos científicos sobre educação, ciência e cultura.
Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações