Aqui começa o menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Aqui começa o conteúdo

Educação , Cultura e Educação em Direitos Humanos e Cidadania

Iniciativas e Programas

GÊNERO

IGUALDADE DE GÊNERO

As soluções para a pobreza, desigualdade e exclusão social exigem a adoção de uma perspectiva de gênero. Na Ibero-América, a discriminação de gênero nos campos da educação, ciência e cultura manifesta-se de diferentes maneiras:

DESIGUALDADE

No acesso desigual à educação; 

ESTEREÓTIPOS DE GÊNERO

Através de práticas escolares e currículos que reforçam os estereótipos de gênero

OBSTÁCULOS

Pela existência de obstáculos à plena realização do direito das mulheres à educação, como em casos de violência ou assédio sexual, ou devido à gravidez das estudantes

ESTRUCTURAS E DINÂMICAS PERSISTENTES

Por estruturas e dinâmicas persistentes em relação à visibilidade das conquistas, remuneração equitativa ou promoção de vocações nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática

Para que as mulheres na Ibero-América consigam superar as desigualdades e a exclusão, não é suficiente aumentar seu nível de escolaridade e melhorar sua inserção no mercado de trabalho

 

O direito humano à educação pressupõe a existência de marcos legais e políticas que promovam a igualdade de gênero, assegurando, por sua vez, a incorporação de uma perspectiva de gênero em todos os processos, planos e programas das diferentes etapas e modalidades de ensino.

 

OEI- IGUALDADE DE GÊNERO

Neste sentido, a OEI trabalha para promover a igualdade de gênero sob a seguinte perspectiva:

Educação formal

Educação formal que favorece o acesso, permanência e sucesso em trajetórias educacionais, a fim de alcançar oportunidades reais de desenvolvimento, bem como a luta contra os estereótipos e a quebra de círculos viciosos no âmbito educacional

Empoderamento 

Empoderamento de meninas e mulheres de modo a favorecer seu acesso ao emprego e sua autonomia econômica através da formação 

Luta contra a violência e a discriminação

Luta contra a violência e a discriminação contra meninas e mulheres em contextos vulneráveis, com a escola desempenhando um papel articulador fundamental na prevenção da violência e na promoção da igualdade de gênero.

Análise e estudos das principais barreiras e/ou obstáculos

Análise e estudos das principais barreiras e/ou obstáculos enfrentados por meninas e mulheres no campo da educação, ciência e cultura, a fim de obter evidências sobre as quais fazer propostas de políticas públicas que visem a igualdade de gênero.

Formação e divulgação

Formação e divulgação sobre a igualdade de gênero, tanto no âmbito educacional como em outras esferas em que os membros da comunidade educativa, cultural e científica interagem.

Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies. Mais informações