Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Educação e Ciência

Programas

Universidade Ibero-América 2030

Apresentação

A Universidade Ibero-América 2030 é a macroestratégia de futuro compartilhada entre as áreas de Ensino Superior e Ciência para o biênio 2021-2022. Representa a resposta da Organização dos Estados Ibero-Americanos ao diálogo e diagnóstico realizado com a comunidade universitária ibero-americana nos últimos anos.

O estudo sobre o estado do ensino superior e da ciência na região, que fizemos em 2019, foi atualizado ao longo deste ano. Sua versão final foi apresentada no dia 17 de maio na Casa de América (Madrid) e no dia 19 de maio na UNESCO World Higher Education Conference 2022 (Barcelona). Este novo relatório intitula-se "Diagnóstico sobre o Ensino Superior e a Ciência pós-covid-19 na Ibero-América. Perspectivas e desafios de futuro", que inclui um diagnóstico e uma análise da situação atual do ensino superior e da ciência na região ibero-americana após a pandemia de covid-19, bem como recomendações. O diagnóstico focaliza especificamente quatro áreas: transformação digital no ensino superior, mobilidade acadêmica, universidades e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e ciência. O relatório foi apresentado pela Dra. Mónica Marquina, pesquisadora da Universidad Nacional Tres de Febrero, da Argentina (UNTREF), juntamente com os reitores das instituições de ensino superior da República Dominicana, responsáveis por sua realização.

Acesse ao relatório aqui 

 

 

A análise na qual se constrói a estratégia da Universidade Ibero-América 2030, apresentada na Primeira Reunião de Ministros, Ministras e Altas Autoridades de Ensino Superior de Havana, em fevereiro de 2020, detectou antes da pandemia uma série de fortes tendências que não só não mudaram, mas também foram aceleradas pela atual conjuntura. Entre estes fatores, estão a crescente demanda pela educação à distância e o uso intensivo das TIC no ensino.

A partir destes novos caminhos, entendeu-se que a resposta requer uma ação conjunta do Ensino Superior e da Ciência. 57% dos pesquisadores ibero-americanos desenvolvem suas atividades no âmbito universitário. Se considerarmos que menos de 12% dos professores universitários da região têm doutorado, podemos afirmar que hoje a Ibero-América não tem capacidade de pesquisa suficiente para gerar prosperidade e criar dinâmicas de desenvolvimento e crescimento alinhadas com as exigências de uma economia global e baseada no conhecimento. Esta característica mostra a necessidade de continuar trabalhando para o fortalecimento e numa dinâmica conjunta com o Ensino Superior.

A Ibero-América mudou profundamente nas últimas décadas. No entanto, unem-se aos desafios persistentes do passado as graves consequências sociais e econômicas da atual emergência sanitária. Isto põe em perigo os avanços obtidos e, por isso, a Universidade Ibero-América 2030 visa preservar os avanços alcançados e criar as condições apropriadas para que novos avanços possam ser realizados rapidamente quando o contexto da região for mais favorável. Sabemos que não podemos percorrer este caminho sozinhos e, por esta razão, estamos comprometidos em fazer a cooperação realmente acontecer no Ensino Superior e na Ciência

 

O que procuramos?

A construção de um espaço compartilhado de ensino superior e pesquisa que contribua para o progresso, bem-estar e desenvolvimento da Ibero-América, assim como para o cumprimento da Agenda 2030.

 

Para atingir seu objetivo final, a estratégia da Universidade Ibero-América 2030 estabelece uma série de objetivos intermediários realistas a serem alcançados pelas universidades durante a próxima década, visando enfrentar alguns dos principais desafios do Ensino Superior e da Ciência na região.

ENSINO SUPERIOR 

Cabe destacar questões como a falta de mobilidade e internacionalização nas universidades da Ibero-América e a necessidade de fortalecer os sistemas internos e externos de garantia de qualidade. Ambos os pilares pretendem tornar os sistemas universitários da região mais comparáveis e compatíveis entre si.

CIÊNCIA

Sua estratégia específica baseia-se na pesquisa dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Apresentam-se como tarefas: o fortalecimento dos sistemas científicos e tecnológicos, juntamente com a promoção da transferência de conhecimento, a divulgação da ciência e a educação científica.

 

A nossa estratégia inclui a Revista Ibero-Americana de Educação, uma publicação científica de volumes quadrimestrais com artigos originais em espanhol ou português, nos quais são recolhidas as opiniões actuais mais destacadas sobre questões educativas e experiências inovadoras na nossa região.

 

Nossos programas e iniciativas em Ensino Superior e Ciência requerem a avaliação de pesquisadores especializados. Acesse aqui o formulário de inscrição.

 

Rodapé
A OEI utiliza cookies próprios e de terceiros para fins funcionais e analíticos.

Clique no botão Aceitar para confirmar que você leu nossa Política de cookies e aceita todas as cookies. Para gerenciar as cookies, clique em Configurar. Para desativar todas as cookies, clique em Recusar.