Menu de navegação

Ir para o conteúdo Ir para o mapa do site
Conteúdo da página

Educação e Ciência

Programas

Universidade Ibero-América 2030

Ciência

A área de Ciência da Organização dos Estados Ibero-Americanos faz parte do programa da Universidade Ibero-América 2030. O profundo diálogo existente entre esta área e o Ensino Superior na Ibero-América faz com que seja necessário entender e trabalhar os dois pilares em conjunto.

 

Nossas ações

 

PROGRAMA PARA O FORTALECIMENTO DA CIÊNCIA E TECNOLOGÍA (FORCYT)

Com a colaboração da Comissão Europeia, a OEI promoveu o FORCYT, o primeiro programa integrado de Ciência na região ibero-americana. O objetivo é apoiar sistemas científicos e tecnológicos, fomentando a produção científica para tornar os sistemas produtivos e sociais mais justos, equitativos, sustentáveis e resilientes. É uma iniciativa alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente focada em mitigar os efeitos da mudança climática e fortalecer o papel da mulher na Ciência, além de enfrentar crises sanitárias como a atual pandemia. Para este fim, estrutura-se em quatro componentes: sistemas de produção estatística, monitoramento e avaliação de políticas públicas, redes de pesquisa e transferência de conhecimento para a sociedade.

 

NOITE IBERO-AMERICANA DOS PESQUISADORES

 

Noite Ibero-americana dos Pesquisadores 2021 é uma iniciativa promovida pela OEI para ampliar o alcance da Noite Europeia dos Investigadores na região Ibero-americana. A iniciativa destina-se a promover a divulgação científica e apoiar a carreira de pesquisador. Na Europa é celebrada em mais de 350 cidades, sendo a Consejería de Ciencia, Universidades e Innovación de la Comunidad de Madrid e a Fundación Madri+d os organizadores na capital espanhola.

Na 2ª edição, houve atividades na Argentina, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México e no Uruguai ,voltadas ao público em geral. O evento on-line foi realizado nos dias 24 e 25 de setembro de 2021 e incluiu mais de 100 atividades de divulgação científica (conferências, vídeos, workshops), organizados pelos pesquisadores sobre temas como COVID-19, mulheres na ciência, tecnologia e desenvolvimento sustentável.

VER AQUÍ O PROGRAMA DE ATIVIDADES

ACEDA AINDA ÁS ATIVIDADES ATRAVÉS DO SEGUINTE LINK

 

GÊNERO E CIÊNCIA

A igualdade de gênero e a ciência são elementos fundamentais que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos na Agenda Internacional de 2030. Para a OEI, é essencial trabalhar para melhorar a participação e a visibilidade das mulheres no campo científico. Para este fim, realizamos diferentes projetos nacionais de apoio para a elaboração e monitoramento de planos públicos sobre gênero e ciência, conscientização e educação.

 

OBSERVATÓRIO IBERO-AMERICANO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE (OCTS)

Observatório CTS visa obter evidências sobre as capacidades, desafios e oportunidades dos países da Ibero-América no campo da ciência e tecnologia, assim como suas aptidões para a prática da pesquisa científica, desenvolvimento tecnológico e inovação. É constituído por: 

Rede de Indicadores de Ciência e Tecnologia Ibero-americana (RICYT)

Participam desta rede as instituições responsáveis pela produção estatística dos Ministérios de Ciência ibero-americanos, através do trabalho com indicadores. O objetivo da RICYT é promover a medição e análise da ciência na Ibero-América, num âmbito de cooperação internacional, visando aprofundar seus conhecimentos e sua utilização como instrumento político para a tomada de decisões. Entre outras atividades, elabora o Relatório Anual sobre o Estado da Ciência na Ibero-América (Informe sobre el Estado de la Ciencia en Iberoamérica), com o apoio do Escritório Regional para a Ciência na América Latina e no Caribe da UNESCO.

Rede Ibero-americana de Indicadores de Ensino Superior (IndicES)

Esta rede é uma iniciativa de colaboração regional para a produção de informações estatísticas que envolve instituições que produzem informações sobre o Ensino Superior nos países da Ibero-América. É coordenada pelo OCTS-OEI e patrocinada pelo Instituto de Estatística da UNESCO (UIS). Entre outras atividades, elabora anualmente o relatório Panorama de la educación superior iberoamericana. 

Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología y Sociedad (CTS)

Esta revista é publicada há mais de 15 anos e tem o selo de qualidade da Fundación Española para la Ciencia y la Tecnología (FECYT). Mantém a vocação de melhorar a articulação entre a ciência e a sociedade na Ibero-América. 

 

PROJETO MULTIBIEN: UNIVERSIDADE E SOCIEDADE

A OEI participa de um projeto de pesquisa no âmbito da Rede Multibien, composta por universidades e instituições de 7 países ibero-americanos, que estuda o efeito que a universidade e a sua pesquisa podem ter sobre o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas.  Concretamente, a OEI está trabalhando no desenvolvimento de indicadores que medem o impacto social da pesquisa. 

 

Eventos

 

CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE INDICADORES DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (RICYT)

O Congresso RICYT nasceu com o objetivo de estudar de forma dialogada a construção de indicadores que permitem uma maior qualidade na análise da ciência, tecnologia, inovação e sua relação com a sociedade e o desenvolvimento na Ibero-América. Nesta décima primeira edição, que acontecerá em 17, 18 e 19 de novembro deste ano em Lisboa, serão analisados os avanços alcançados na criação de indicadores na região durante os últimos 25 anos e serão estabelecidos os próximos passos a partir das conclusões. Entre os organizadores estão a Rede Ibero-americana de Indicadores de Ciência e Tecnologia (RICYT), o Observatório Ibero-Americano de Ciência, Tecnologia e Sociedade da OEI, a Direção-Geral de Estatísticas de Educação e Ciência (DGEEC), o Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) de Portugal.

 

Depois de um quarto de século celebrando este encontro, o lema que guia a temática do congresso desta vez é "25 anos da RICYT: Lições aprendidas e desafios futuros". 

 

CONGRESSO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E GÊNERO

Para fortalecer o papel da mulher na Ciência, o evento nasceu em Madri em 1996, sendo estendido para o nível regional de forma bianual. Este congresso celebrou sua décima terceira edição em 2021: após seu adiamento devido à pandemia de COVID-19, foi realizado em formato virtual nos dias 14, 15 e 16 de julho. Foi realizado em Quito, organizado pela OEI-Equador e pelo Centro Internacional de Estudios Superiores de Comunicación para América Latina  (CIESPAL). Os temas que foram abordados este ano estiveram relacionados à COVID-19, história e sociologia da Ciência, epistemologia, didática, divulgação e meios de comunicação, saúde, novas tecnologias, saberes tradicionais e mudança climática.

 

FÓRUM ABERTO DE CIÊNCIAS DA AMÉRICA LATINA E O CARIBE (CILAC)

O CILAC caracteriza-se por ser um espaço de debate de três dias sobre políticas de ciência, tecnologia e inovação na América Latina e no Caribe. Este encontro procura promover a cooperação entre os atores para compartilhar experiências, estabelecer formas de colaboração e encontrar novos caminhos para o fortalecimento da Ciência na região, na trilha dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Após seu adiamento devido ao surgimento da COVID-19, a terceira edição do fórum aconteceu nos dias 26, 27 e 28 de abril de 2021, em formato virtual, com algumas atividades presenciais na sede deste ano: Buenos Aires. Em 2021, as temáticas do fórum foram inteligência artificial, economia digital, ciência inclusiva e mudança climática, sendo a resposta ao COVID-19 tema transversal no evento. Junto com outras organizações regionais, a OEI foi coorganizadora de apoio ao Escritório Regional de Ciências para a América Latina e o Caribe da UNESCO.

Rodapé
As cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, aceita o uso de cookies.